As Minhas Escolhas · Dicas de Estilo · MODA e ESTILO

Peça Problema: A calça estampada.

Oi Minha Gente, tudo bem?

Quem nunca? Diga-me quem nunca teve (ou tem) uma peça problema na vida? Aquela que você quis muito na loja, achou que era a última “Coca-Cola do deserto”, mas que, ao chegar em casa…tentou no primeiro dia e não deu com nada…depois tentou de novo e inúmeras vezes até desistir da bichinha e deixá-la de lado sem uso e sem doação também, pois existe um ‘apego” totalmente inexplicável a esta danada. Não é bem assim?

Para quem não sabe ainda, minha mãe é uma costureira de dom, de super mão cheia e não é por que é minha mãe não….Em Sergipe é uma das melhores!! Hahahahaha. E aí…já viu né!!! Amo comprar tecidos e amo o que a minha mãe faz pra mim. Só que as vezes enjoo do tecido mais rápido do que gostaria…e adivinhem? A peça, tão bem feitinha pela minha mãe, que teve todo um trabalho comigo, vira um problema!! Xiiiii…… #desculpamãe.

No meu caso, o “apego” é mais por ter sido feita por ela….mas confesso que isso acontece em caso comprados em lojas também….rsss!

Em tempos de crise (ou não), precisamos mesmo é usar de toda a nossa criatividade e tentar combinações jamais pensadas antes. Quando uma peça vira problema, agora, pra mim, ela vem junto com um desafio. Tenho que dar um jeito de usá-la!!

A Peça-Problema é: Uma calça com uma estampa floral chamativa (e que está meio Out) que eu só conseguia combinar com branco.

Solução: Não comprei nada….sentei diante do meu guarda-roupa e falei: vai ter que sair alguma coisa. Resolvi investir em variações de sapatos, acessórios e peças básicas (e algumas clássicas no meu acervo) para completar o visual da minha “peça-problema”.

Não é nada de especial gente!! É um look bem dia a dia. Mas quem disse que este precisa ser monótono, né?

escolhida1

Muito sem graça, né? Mas juro que na hora da pressa e/ou preguiça de pensar um pouquinho, foi assim que usei várias vezes. Blusa branca e sleeper. :O

Não sou “rica” em acessórios, mas hoje REdescobri alguns cintos que estavam esquecidos e que deram uma presença nas minhas produções. Além disso, o poder incontestável dos sapatos mudando o estilo do nosso look. e olha que eu só usei coisas básicas…

E o UP nesse visual veio de um cinto desprezado, todo em metal, cor de cobre, que veio do Marrocos. Ele é lindo, mas uso super pouco…nem sei o por quê. Acho que o contraste do cinto com a blusa branca acentuou a linha da minha cintura e deixou as minhas formas mais aparentes sem ficar vulgar. Coloquei um colarzinho com a mesma tonalidade e troquei o sleeper por uma sandália com cores básicas, mas que combinam sutilmente com a estampa da calça. Também dobrei a barra da calça para deixar o estilo mais moderninho! Gostei.

escolhida2

Pensando em afinar/alongar a silhueta, optei por usar uma blusa mais comprida, na altura do quadril e que tem um decote aberto. Dei uma leve emblusada com um cintinho do tipo chicotinho dourado (tipo uma cordinha). Troquei a sandália por uma espadrilhe dourada, que combinou com o cintinho e com o colar (usei duas opções) – o  combo ficou na mesma tonalidade… e recebi a visita mais fofa na hora das fotos! Meu BB. O Axel.

escolhida4

Depois, optei por blusinha de tricô nude com um leve brilho dourado, combinando também com o cinto metálico e colar do tipo gargantilha ou choker. Básico, mas gracioso.

escolhida3

Agora, partindo para cores mais fortes na blusa, top de lurex bordeaux (esse é um velho amigo….combina com tudo!!!), mas com um brilho bem sutil que dá pra ser usado tranquilamente durante o dia. Um mix de colares prateados fazendo um contraste de cores e chamando a atenção para a parte de cima da minha silhueta, mas ao mesmo tempo alongando. A tonalidade prateada não destoou do dourado da sandália. Aqui o efeito descombinar deu muito certo!

escolhida5

E pra finalizar, uma blusinha de cetim (bem antiguinha também…rss), com corte enviesado que dá um excelente caimento à peça. O decote mais fundo e em V alonga a silhueta e o colar metálico e pesado chama a atenção para a parte superior do corpo. Deu certo, né? Essa espadrilhe em ouro velho permite inúmeras combinações. Estou na saga para encontrar um modelo novo, porém com preço justo. Por esta paguei R$ 79,00 em 2014…rss! Ela já está nos suspiros finais – por que já foi MUITOOO USADA!!! Até R$ 130,00 acho que tá valendo a relação Custo X Benefício. Só não tô achando… Quem souber avisa, por favor!!

escolhida6

Enfim, acho que a experiência resultou em algumas alternativas um pouco mais criativas para usar a minha “ex-peça problema”. NÃO DESISTAM. SE EU CONSEGUI, VOCÊ TAMBÉM CONSEGUE!

Entendi que ainda tenho muitas alternativas a explorar, o que vai evitar a gastança por peças novas!! Ainda são visuais básicos, mas com um pouco mais de charme e graciosidade. Apropriados para um dia a dia corrido e que transmitem mais personalidade e maturidade. Gostei muito! E vocês? De qual visual gostaram mais?

Um Super Beijo, minha gente. E até já!

Rose Prado.

 

 

 

Rose Prado

Rose Prado

Designer de Moda, Pesquisadora de Moda e Consultora de Estilo e Gestora de Negócios de Moda
Rose Prado

Vou amar ler e responder ao seu comentário ?